Acha essas ideia monstra? Cê num viu as que eu troquei com meu pai

tresimplacaveis

Por Toni C.*

Os três meliantes chegaram de pontos diferentes para não chamar a atenção. Mineirim, Vira-lata e eu Cicatriz.

Du nada um dos três gritou:

– Vai, vai, vai… esvaziem os bolsos, as bolsas, as carteiras! Vai tirando devagarzinho e apresentando no chão as ideias.

– Sem movimentos bruscos, mãos pra cabeça e tirem de dentro da cachola… Nóis quer ver ideias, daquelas douradas, das pretas, reluzentes.

– Vai caráio, arranquem do fundo do peito, empilhem aqui no meio, uma em cima da outra e ninguém sairá ferido.

Houve quem se desesperou, quem se emocionou, em prantos um pediu:

– Eu imploro, tenha compaixão, mande uma poesia ou ao menos um refrão.

Os três implacáveis, não deram trégua mirando pra cabeça de cada um, iam descarregando prosas, versos e propostas. A tarde era fria e as ideias ferviam. Tem us que acham bonito apagar a tocha, nóis qué é por fogo no paviu. Nossa modalidade olímpica é corrida com obstáculos.

Eu tava boladão desde quando cheguei, no caminho vinha pela marginal quando olhei pela janela do carro. Reconheço meu parceiro no carro ao lado, estourou:

Rolê di função.
Eu e meu irmão.
Eu de UBER Black, o mano de camburão.

Aquilo me desarmou, ele podia estar aqui também, mas agora é tarde pra voltar atrás. Tenho que me concentrar na missão. Invadimos o club racista de playboy, meio século atrás, a elite relaxava em animadas regatas no rio. Ambos apodreceram. Só o racismo ainda permanece.

Alguém à paisana me desmascara. Diz que eu não sou mau, só sou grosso, um bruto disfarçado de marginal. Vira-lata, o chefe do bando, sai em minha defesa. Mostra que nóis é ruim memo e manda um poema à queima-roupa para provar que a gente não tá di brincadeira.

Todos ficam chocados.

Sem pestanejar ainda ameaça:

– Eu troco com qualquer um aqui de lugar. Dou meu braço para ter a idade de vocês, correr pela educação e ocupar as escolas também.

Mineirim, do outro lado reage. – Pô poeta, dô meus trintinha pela sua caneta, essa pena quando fala cala vagabundo periculoso. – sentenciou.

Vira-lata sorriu e seguiu descarregando…

Os inimigos não estão entre nós, eles do alto querem revide, escola sem partido. Adestramento sem critica, sem um pio, sem educação. A formula é: cai Freire assume o Frota. Pegaram no flagrante, Cunha com a mão na cumbuca, mas prenderam o Eduardo errado.  

Uma moça gritou:

– Não para, dispara mais versos marginais em mim.

No zap o Japonês advogado da firma cantou:

– Cai pra cima que nos autos dou cobertura. – Fiquei 37% mais forgado.

Alí mesmo na frente de quem passava, tinha os que pra ter coragem fazia uma carreira de livros ia metendo o nariz. Pra quem reclamava a falta de educação, retrucavam.

– É melhor que cherar giz.

Um comédia nordestino de nome esquisito pela rede é inspiração, fez fortuna com milhões chorando, de tanto rir:
– Nego olha pro meu carro diz, oia ai o carrão tá rico. Você não viu o que eu comprei pro meu pai.
Vai vendo. Uns trocam com o coroa ofensa, murro, tiro. Nóis trocava ideia.
Na Vila Sabrina uma família foi dilacerada, eles trocavam com o pai, carinho. Agora só restam lembranças. Dias antes tinha sido minha avó – eu passei pela sua, quero ver você chegar na minha – ela dizia, sabedoria, e a gente aqui, chapado de tristeza.

Do outro lado do oceano, as informações eram de que nossa carga começava chegar e tava fazendo a cabeça nas mesmas terras dos que antes tinham nos escravizado.

Fita dominada. Mas também, lá no meio tava vários dus nossos, Jairo, Di Função, Nega Jack, Curujito, Teoria, Pepeu, Bahiano, Wu, Zezinho, Alemão, só os sócios.  

Nosso protagonismo terminou com a chegada do poderoso chefão. Inimigo número um anunciado: com vocês o metalúrgico presidente, Lula, no 18º Congresso Nacional da UJS. Só quem já participou com a consciência de um barato desses sabe o turbilhão de emoção.

mesadispara

Meliante, mira a garrucha para um lado e atira os garranchos pro outro. Foto: Bruno Bou – CUCA da UNE

Fichado:
Renegado vulgo Minerim, junto com Sergio Vaz vulgo Vira-lata e Toni C. vulgo Cicatriz. Todos autuados por tráfico de informação, formação de quadrilha, desacato à mediocridade e pelo artigo de incitação pública. Com a quadrilha foi encontrado caneta, papel e livros de grossos calibre. Se condenados a pena pode variar de 30 a 200 anos de perpetuação da rebeldia.

Antes tarde do que mais tarde… #ForaTEMER!  

Dedicado in memorian para Maria Augusta, Jair Tracanella e antes que eu conseguisse publicar me alcançou a notícia, perdemos Altino, descanse em paz Gato Preto.

“Dê-me flores enquanto vivo, porque morto não sentirei o seu perfume” G.P.

* Autor dos livros: Sabotage – Um Bom Lugar, e do romance “O Hip-Hop Está Morto”, integrante do Conselho Nacional de Cultura na área de Livro, Leitura e Literatura, membro da direção da Nação Hip-Hop Brasil, diretor de cultura da ORPAS,  integrante do Portal Vermelho e criador do coletivo LiteraRUA.

 

Anúncios

5 comentários sobre “Acha essas ideia monstra? Cê num viu as que eu troquei com meu pai

  1. quadrilha foi encontrado caneta , papel e livros de grossos calibre. Se condenados a pena pode variar de 30 a 200 anos de perpetuação da rebeldia.

    Criatividade, sagacidade é a palavra chave . #Monstrodaliteratura 👏✍

    Curtir

  2. Eu não estava lá mas sinto as minhas mãos tremendo querendo reagir, mas acho que se nem pegar uma caneta de 10 cores das antigas vou conseguir acertar tantos no peito! Como manda pro leito da abertura da mente e sufocação de ideias meu amigo Toni C.
    Parabéns

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s